Palestras

10º Congresso Brasileiro de Engenharia de Fabricação

Estão previstas palestras dos professores Jan C. Aurich (TU Kaiserslautern) e Paulo J. S. Bartolo (The University of Manchester), além de uma mesa redonda com Erwin K. Franieck (Grupo Bosch), João Fernando G. de Oliveira (EESC-USP), Paulo C. de Camargo (UFSCar) e Vanderlei S. Bagnato (IFSC-USP).

Prof. Jan Christian Aurich

Prof. Jan Christian Aurich

Prof. Jan Christian Aurich concluiu seu doutorado em Engenharia Mecânica na Leibniz Universität Hannover (Alemanha) em 1995 e sua graduação, também em Engenharia Mecânica, na mesma instituição, com período na Colorado State University (EUA), em 1990. Entre 1995 e 2002, ocupou cargos de liderança nos setores de Produção e Desenvolvimento da Daimler AG em Kassel e Stuttgart (Alemanha) e em Tuscaloosa (EUA). Desde 2002 é Professor do Departamento de Engenharia Mecânica e Tecnologia de Processos da Technische Universität Kaiserslautern (Alemanha). Foi professor visitante da Cranfield University (Reino Unido) entre 2006 e 2015, membro do comitê de aprovação do setor de pesquisas especiais do Deutsche Forschungsgemeinschaft (Comunidade de Pesquisa Alemã – DFG, Alemanha) entre 2008 e 2014, presidente da Wissenschaftliche Gesellschaft für Produktionstechnik (Sociedade Científica para Tecnologia de Produção – WGP, Alemanha) entre 2012 e 2013, pesquisador visitante Fullbright na University of California at Davis (EUA) entre 2013 e 2014 e presidente do Comitê Técnico Científico “Processos Abrasivos” da International Academy for Production Engineering (CIRP) entre 2014 e 2017. Atualmente, é Fellow e membro do conselho do CIRP, membro da WGP, membro do Conselho Superior da Technische Universität Kaiserslautern e da Deutsche Akademie der Technikwissenschaft (Academia Alemã de Ciência e Tecnologia – Acatech, Alemanha), participante e revisor da United States National Science Foundation (NSF, EUA) e membro do comitê de avaliação do Deutscher Wissenschaftsrat (Conselho de Ciência Alemão). Recebeu em 1997 a medalha Taylor, dada pelo CIRP a jovens pesquisadores de destaque.

Prof. Paulo Jorge da Silva Bartolo

Prof. Paulo Jorge da Silva Bartolo

Prof. Paulo Jorge da Silva Bartolo é doutor em Física de Polímeros pela University of Reading (Reino Unido, 2001), mestre (1996) e bacharel em Engenharia Mecânica (1993), ambos pela Universidade Técnica de Lisboa (Portugal). Paulo Bartolo é professor de Processos Avançados de Manufatura no Instituto Politécnico de Leiria (Portugal), professor adjunto da Queensland University of Technology (Austrália), professor visitante na Nanyang University (Singapura) e professor de Biomateriais (Cátedra UNESCO) na Universidad de la Habana (Cuba). Ele é membro do CIRP (The International Academy for Production Engineering) e vice-presidente do Comitê Técnico Científico “Processos Eletro-Físicos e Químicos” desta associação. É também representante de Portugal na GARPA (Global Alliance of Rapid Prototyping Associations) e membro do conselho diretor da International Society of Biomanufacturing, assessor científico do Instituto de Pesquisa em Biofabricação (BIOFABRIS) e coordenador regional do grupo de trabalho da Plataforma de Manufatura Rápida. Ele foi membro de uma comissão nomeada pelo Parlamento Português para preparação do Plano Estratégico Português para a Ciência e Pesquisa (2010-2011). Foi também diretor do Centro de Desenvolvimento de Produtos Rápido e Sustentável no Instituto Politécnico de Leiria (Portugal), vice-presidente do Grupo de Trabalho Colaborativo do CIRP sobre Biomanufatura (2010-2012), coordenador da Rede Ibero-americana de Biofabricação (Rede BIOFAB) (2008-2010). Paulo Bartolo é membro do corpo de avaliadores de várias agências internacionais de fomento, como a Fundação Portuguesa para Ciência e Tecnologia (Portugal), a Agência Portuguesa para a Inovação (Portugal), a Agência Italiana para a Avaliação de Universidades e Institutos de Pesquisa (Itália), Rheumafonds, the Dutch Arthritis Association (Holanda), o Fonds Wetenschappelijk Onderzoek (FWO), a Flanders Research Foundation (Bélgica), o Natural Sciences and Engineering Research Council of Canada (Canadá), o Swiss National Science Foundation (Suíça), o Flanders Strategic Initiative Materials (Belgium) e o South Africa Science Foundation (África do Sul).

Erwin Karl Franieck

Erwin Karl Franieck

Bacharel e mestre em Engenharia Mecânica, Erwin Karl Franieck trabalhou durante 32 anos na Bosch (desde 1986) como responsável pelo processo de desenvolvimento da comunidade GS de Engenharia da Bosch LA, como engenheiro coordenador da equipe Fuel Systems at Bosch LA e como membro da equipe da Robert Bosch GmbH (2013-2017). Atualmente, é Mentor de Negócios na planta da empresa, na cidade de Campinas, São Paulo, tendo como objetivo apoiar a formação das melhores equipes de Startups da WeMe. Também foi chefe de departamento e professor no Colégio Técnico de Campinas (COTUCA / UNICAMP).

Prof. João Fernando Gomes de Oliveira

Prof. João Fernando Gomes de Oliveira

O Prof. João Fernando Gomes de Oliveira possui Graduação (1982), Doutorado (1988) e Livre Docência (1992) em Engenharia Mecânica pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo e Pós-Doutorado pela University of California, Berkeley (EUA, 1994). Foi diretor-presidente do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) de 2008 a 2012. Foi também cofundador e primeiro presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII). Hoje, é vice-presidente da Academia Brasileira de Ciências e professor titular da Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo, membro do corpo editorial dos periódicos Annals of CIRP e Machining Science and Technology. É membro titular da Academia Brasileira de Ciências e Fellow da International Academy for Production Engineering (CIRP). Orientou 30 dissertações de Mestrado e 18 teses de Doutorado. Tem cerca de 250 trabalhos publicados em periódicos, congressos, revistas e jornais e 5 patentes no INPI. Foi condecorado com a Comenda (2007) e a Grã-Cruz (2010) da Ordem Nacional do Mérito Científico da Presidência da República do Brasil. Recebeu o Prêmio FCW – Ciência e Cultura, na categoria Ciência Aplicada, da Fundação Conrado Wessel (2010); o Prêmio Anísio Teixeira, por contribuição à educação e pesquisa (2011); o Prêmio Personalidade da Tecnologia, do Sindicato dos Engenheiros de São Paulo (2001); e o SAP Americas Innovation Award (2000). Atualmente, participa dos Conselhos de Administração e de Orientação do IPT, do Conselho Superior da FAPESP, do Conselho Consultivo do Harvard David Rockefeller Center for Latin American Studies, do Instituto Nacional de Tecnologia (INT) e do Conselho Deliberativo do INSPER. João Fernando de Oliveira é também membro do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia da Presidência da República.

Prof. Paulo Cesar de Camargo

Prof. Paulo Cesar de Camargo

O Prof. Paulo Cesar de Camargo possui graduação em Engenharia Química pela Universidade Federal do Paraná (1971), mestrado em Física pela Universidade de São Paulo (1975) e doutorado em Ciência dos Materiais pela Rice University (EUA, 1981). Realizou ainda pós-doutorados na University of Toronto (EUA, 1989) e na Universite Pierre et Marie Curie – Paris VI (França, 2001). Tem experiência na área de Física, com ênfase em Física da Matéria Condensada (filmes finos e microscopia de força atômica, antiferromagnetismo, ultrassom, raio x e espectroscopia de fotoelétrons). Na atividade de implementação e coordenação da Unidade Gestora de Ciência e Tecnologia do estado do Paraná (UGF/SETI), entre abril/2004 e agosto/2005, atuou na estruturação daquela unidade e na implementação do sistema de editais. Coordenou o projeto da Rede de Inovação e Prospecção Tecnológica para o Agronegócio na Região Sul do Brasil no período de novembro/2004 a junho/2011. Coordenou o laboratório de microscopia de força atômica da UFPR entre 2002 e 2012, dando apoio a pesquisadores e alunos de Engenharia Mecânica, Física, Química e Biologia. Foi professor visitante do Departamento de Física (DF) da UFSCar de março/2013 a fevereiro/2015. Atua dando apoio ao Grupo de Magnetismo e Supercondutividade (GSM – UFSCar) desde março/2013. Em 2015, coordenou a elaboração da proposta de criação do Instituto de Estudos Avançados e Estratégicos da UFSCar (IEAE/UFSCar), atuando como diretor até janeiro/2018. Atualmente, é professor sênior do Departamento de Física da UFSCar.

Prof. Vanderlei Salvador Bagnato

Prof. Vanderlei Salvador Bagnato

O Prof. Vanderlei Salvador Bagnato concluiu simultaneamente, em 1981, o Bacharelado em Física pela Universidade de São Paulo e em Engenharia de Materiais pela Universidade Federal de São Carlos. Finalizou o doutorado em Física no Massachusetts Institute of Technology (EUA) em 1987 e atualmente é professor titular da Universidade de São Paulo e diretor do Instituto de Física de São Carlos. Publicou cerca de 700 artigos em periódicos especializados. Possui 29 capítulos de livros e 7 livros publicados. Orientou mais de 100 trabalhos entre mestrados e doutorados nas áreas de Física, Odontologia e Medicina. Recebeu diversos prêmios e homenagens. Atua na área de Física Atômica e Aplicações da Óptica nas Ciências da Saúde. Trabalha com átomos frios, condensados de Bose-Einstein e ações fotodinâmicas em câncer e controle microbiológico. É membro da Academia Brasileira de Ciências, da Academy of Sciences for the Developing World, da Academia Pontifícia de Ciências do Vaticano e da National Academy of Sciences (EUA). Coordena um centro de pesquisa, no qual ciências básicas e aplicadas convivem em harmonia. Realiza diversas atividades de inovação tecnológica e difusão de ciências.